Dona Areolina, a senhora de 82 anos que já fez 5 intercâmbios na terceira idade

Se você acha que intercâmbio é coisa de jovem, é por que você ainda não conhece a dona Areolina Araújo, a mineirinha de 82 anos que já fez cinco intercâmbios, todos já na terceira idade. Conheça um pouco da história inspiradora da dona Areolina!

Dona Areolina. 82 anos e intercambista. Foto: arquivo pessoal
Dona Areolina, de Belo Horizonte, 82 anos e intercambista. 

No fim dos anos 90, dona Areolina fez seu primeiro intercâmbio da vida em Toronto no Canadá. O segundo intercâmbio foi para Nova York. O terceiro foi para Roma, na Itália. O quarto foi, novamente, para Nova York e recentemente chegou do quinto intercâmbio que foi em Vancouver, no Canadá.

Em uma entrevista para a UOL ela diz: “Neste ano, quis voltar para o Canadá. Peguei o mapa para escolher o lugar e vi Vancouver. Como era perto do Pacífico, e eu ainda não conhecia este oceano, quis ir para lá. Achei a cidade lindíssima e estudei em uma escola excelente. Vancouver tem um mar maravilhoso, com barcos e do outro lado da cidade estão as montanhas coroadas de gelo. Uma coisa linda.”

ASSINE NOSSO CANAL DO YOUTUBE

A dona Areolina opta sempre por passar 2 meses em cada local, estudando a língua e a cultura e morando em uma casa de família. Para ela essa é a forma mais prática, agradável e econômica de viajar e que ainda se pode aprender um novo idioma. Ela brinca dizendo que “Nesta altura do campeonato, se eu aprender, está ótimo, se não aprender, tá bom também.”

Durante a viagem ela sempre tenta fazer amizades e conhcer os lugares bonitos depois da aula. Ela leva muito jeito com os mais jovens e ela diz que eles gostam tanto dela por ela não ficar dndo conselhos pra eles.

Ela não costumava viajar quando era mais jovem, ela foi professora e juntando com a criação dos filhos, viajar nunca foi um hábito. Somente após ter se aposentado e ter seus três filhos criados é que ela resolveu viajar.

E você? Ainda acha que intercâmbio é coisa de jovem? Temos certeza que dona Areolina tem a alma mais jovem que muitos jovens por aí, não é?! Segundo ela, fazer intercâmbio na terceira idade não é algo para se admirar e sim para se copiar, mesmo que não seja muito comum ouvir histórias como a dela.

Foto: arquivo pessoal.

Deixe aqui o seu comentário

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

16 − cinco =