O que você está esperando para fazer uma trilha na Serra da Canastra?

Pra quem gosta de aventura, nada como uma boa trilha para recarregar as baterias em meio a natureza não é mesmo. Se você ama trilhas como nós do Casal Nômade, não pode deixar de conhecer a Serra da Canastra em Minas Gerais!

O Parque Nacional da Serra da Canastra

O parque foi criado em 1972 com o objetivo de proteger a nascente do rio São Francisco, sendo que ao longo do parque é possível desfrutar de paisagens exuberantes. E com um pouco de sorte é possível ainda ver alguns animais selvagens como o veado campeiro, lobos-guarás, tamanduás e tatus-canastra.

Dentro do Parque há 2 Centros de Visitantes (um na Portaria 01 e na Portaria 04) que conta com auditório, exposição de fotos e vídeos e todas as informações relevantes para quem vai ao parque pela primeira vez.

Acesso ao Parque

Você pode chegar no parque pela rodovia MG 341, via Piumhi. São 58 Km até São Roque de Minas e depois mais 7 Km até o parque, onde se chega na principal portaria do parque, sendo que além da portaria São Roque há outras 3 portarias: no município de Sacramento, no distrito de São João Batista e no acesso à parte baixa da Casca d’Anta, em São José do Barreiro.

Atrações da Serra da Canastra

Uma das atrações mais procuradas do parque é a trilha até a Cachoeira Casca D’anta (uma das mais altas do Brasil). Essa maravilhosa cachoeira conta com uma sequência de 5 quedas que se estende por um desnível de mais de 350 metros formando poços perfeitos e cristalinos, perfeito para um mergulho nas águas do São Francisco.

Cachoeira Casca D'anta. Foto: Divulgação.
Cachoeira Casca D’anta. Foto: Divulgação.

Na parte baixa da cachoeira está a única área do parque permitida para acampamentos, com capacidade limite para 50 barracas, que dispõe de vestiários, chuveiros quentes, churrasqueiras cobertas e pias. Perfeito para um passeio entre amigos, não é?!

ASSINE NOSSO CANAL DO YOUTUBE
Cachoeira do Antônio Ricardo. Foto: Divulgação.
Cachoeira do Antônio Ricardo. Foto: Divulgação.
Foto: Divulgação.
Foto: Divulgação.
Foto: João Zinclar
Foto: João Zinclar
Cachoeira do Cerradão. Divulgação.
Cachoeira do Cerradão. Divulgação.

Há também a Cachoeira dos Rolinhos que fica no córrego da Mata e possui 210 metros de queda. Entretanto não é possível visualizar toda a queda. Essa cachoeira possui ótimos poços e há trilhas de fácil acesso que levam até laguinhos e quedas menores. Além, de outras quedas maravilhosas que ao longo do Parque.

Na Serra também há lugares perfeitos para observar o por do sol, além de também renderem belíssimas fotografias, como no mirantes e também nas construções antigas de pedras, como o curral, a antiga senzala e garagem, todos construídos com pedras.

Curral de Pedras. Foto: Divulgação
Curral de Pedras. Foto: Divulgação

Foto Carla Marques
Foto Carla Marques
Foto: Ivan Carneiro
Foto: Ivan Carneiro

Deixe aqui o seu comentário

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × 3 =