Lago Titicaca: Dicas essenciais para a sua primeira visita!

Titicaca é nada menos que o lago mais alto e navegável do mundo e oferece paisagens deslumbrantes e um mergulho cultural enriquecedor.

Ele fica na região de Puno, compartilhado entre o Peru e a Bolívia, e ele é alimentado pelas águas de degelo, águas da chuva, além de 25 rios que desaguam no titicaca.

O Lago Titicaca é considerado o berço da civilização inca, e que ainda hoje preserva a cultura pré-colombiana.

Sem dúvida é um dos lugares mais interessantes para conhecer sobre a cultura inca e dos povos pré-colombianos em geral e também aproveitar as belíssimas paisagens do lago.

Por isso, selecionamos aqui algumas informações que serão muito úteis para planejar a sua viagem ao Lago Titicaca e aproveitar o melhor da experiência.

#1 Porque ir ao Lago Titicaca

Foto via

Há inúmeras razões para se apaixonar pelo Lago Titicaca. Ele exibe uma beleza incrível, com uma vista que se perde no horizonte e montanhas ao fundo deixando o cenário ainda mais bonito.

O Titicaca é o maior lago navegável do mundo, está a mais de 3.800 metros de altitude com cerca de 8400 quilômetros quadrados e uma profundidade que chega a impressionantes 280 metros.

O Lago Titicaca é considerado como o berço da civilização inca e diz a história local que o “Deus Sol” mandou que seu povo escolhesse o lugar perfeito para se estabelecerem e o local escolhido foi o Lago Titicaca.

Além disso, o lago fica entre La Paz e Cusco então vale a pena aproveitar a viagem e conhecer a região, principalmente se você estiver fazendo o combo clássico Chile+Peru+Bolívia.

#2 Quando ir ao Lago Titicaca

A época para conhecer o Lago Titicaca varia de acordo com o clima. Entre os meses de abril e junho o clima está mais agradável, e chove pouco.

O inverno na região é entre maio e setembro, que é a época mais seca, e por isso é a mais recomendada para ir ao Lago Titicaca.

Já o verão na região é entre outubro e fevereiro, que é quando chove bastante e o clima fica quente e úmido. 

Além disso, nessa época é bem frequente que hajam tempestades no lago. Porém nessa época, por ser baixa temporada, os preços são mais acessíveis.

#3 Como Chegar

O Lago Titicaca é acessível por diversas maneiras, porém as duas formas mais utilizadas pelos visitantes são pela Bolívia ou pelo Peru.

Na Bolívia, a cidade que dá acesso ao Lago titicaca é a cidade de Copacabana. Lá é possível encontrar guias e agências locais que fazem o trajeto até o Lago, com visita às ilhas e demais atrações.

Pelo Peru, uma das cidades que dá acesso ao Lago Titicaca é a cidade de Puno, que é a escolha da maioria das pessoas que desejam visitar o Lago.

Em Puno há também diversas agências e serviços de excursão de 1 pu alguns dias para as ilhas do Lago.

Ah! É possível também fazer as excursões de forma independente comprando as passagens das balsas no porto de Puno.

#4 Conheça a Isla del Sol e a Isla de la Luna

Principalmente se você estiver fazendo a viagem pelo lado Boliviano, conhecer a Isla del Sol e a Isla de La Luna é um passeio imperdível.

De Copacabana partem os barcos para essas ilhas que são umas das mais famosas do Lago Titicaca.

A Isla del Sol é a maior do Lago Titicaca, com quase 15 km quadrados dividida entre norte e sul. A Ilha era considerada sagrada pela cultura pré-hispânica e ainda atualmente pelo povo tradicional do Lago.

Para ir de uma área a outra da Ilha é possível fazer uma trilha que oferece belíssimas paisagens por cerca de 3 horas de caminhada, ou mesmo fazer o trajeto de barco.

Igualmente incrível e importante, a Isla de la Luna fica a 8 km de distância da Isla del Sol. Ela também era considerada sagrada pela cultura pré-hispânica.

#5 Visite as ruínas Incas e Tiwanakus

As ruínas arqueológicas pré-colombianas das culturas incas e tiwanaku estão presentes em várias das ilhas do Lago Titicaca.

Por exemplo, na Isla del Sol, são mais de 80 ruínas que remontam do período pré-colombiano e algumas mais recentes, do século 15.

Lá estão também os terraços agrícolas, o labirinto Chikana, Q’asa Pata e Pillkukayna, que fazem parte da Colina Sagrada.

Não deixe de conhecer as ruínas incas e tiwanakus: a Pachatata e a Pachamama, que ficam na Isla Amantani, no Peru.

Foto via

VIAJE COM A GENTE!

Quando você faz alguma reserva de hospedagem, compra uma passagem ou qualquer produto pelo blog, ganhamos uma pequena comisssão (você não pagará nenhum centavo a mais por isso). Isso faz com que possamos manter o site no ar.

Hospedagem: AIRBNB | BOOKING

Passagens Aéreas mais baratas: MAXMILHAS | VOOPTER

Aluguel de carros: RENTCARS

Chip para internet INTERNACIONAL: EASYSIM4U