Jericoacoara: 5 coisas que você precisa saber antes de ir!

A pequena vila de Jericoacoara só cresce em popularidade, por suas belezas naturais e pela vibe especial do lugar. Por lá o sol brilha e se põe maravilhosamente o ano inteiro oferecendo um dos pores do sol mais incríveis do Brasil.

Pôr do Sol em Jeri (Foto por Nay Pereira)

Carinhosamente chamada de Jeri, a vila não ganhou sua popularidade à toa! Simplesmente é um lugar que vale a pena ir pelo menos uma vez na vida (díficil vai ser não querer voltar).

Além disso, Jericoacoara possui uma excelente infraestrutura para receber visitantes o ano inteiro, mas é importante saber algumas coisas antes de ir, principalmente se você está indo pela primeira vez.

#1 O acesso ainda não é tão simples

Chegar em Jericoacoara não é algo trivial como pegar um avião e do aeroporto pegar um uber até sua acomodação. Não se engane (mas também não se assuste).

Jericoacoara é uma vila, escondidinha entre um parque de dunas no Ceará e para chegar lá você precisará seguir alguns trechos em diferentes transportes, e é exatamente isso que ainda mantém o clima bucólico de Jericoacoara.

No passado o acesso costumava não ser nada fácil, mas hoje com o Aeroporto Regional de Jericoacoara ficou mais fácil.

Então há duas opções: pegar um avião até o Aeroporto Regional de Jericoacoara que fica a cerca de 30 km da vila, ou partir de Fortaleza, que fica a 300km.

Saindo do Aeroporto de Jericoacoara há transporte que leva para a Vila nas jardineiras ou veículos 4×4.

Saindo de Fortaleza, é possível fazer o trajeto de transfer, ou mesmo de ônibus até a cidade de Jijoca e depois pegar uma jardineira até a vila.

#2 Pode não sair caro

Por Jericoacoara ter sido um destino que cresceu bastante em popularidade nos últimos, os preços na vila costumam ser um pouco mais elevados, porém há também opções em conta.

Em Jericoacoara é possível se hospedar em Airbnb pagando menos que 100 reais a diária para 2 pessoas, e há também pousadas mais simples onde é possível pagar mais barato, principalmente em baixa temporada.

Em relação a alimentação, há restaurantes de todos os preços, e é claro que aqueles que ficam em frente a praia terão maior valor agregado, mas é possível encontrar restaurantes com preços normais em Jeri.

Encontramos restaurantes que servem pratos executivos por menos de 20 reais.

Ah! e a melhor época para ir se quiser economizar, é de setembro a novembro.

#3 Não há caixas eletrônicos na vila 

Apesar de muito turística, não há caixas eletrônicos na vila, apenas na cidade de Jijoca. Por lá, a maioria dos estabelecimentos aceitam crédito e débito, mas é importante ter dinheiro em espécie para gastos mais informais e para pagar o motorista da jardineira por exemplo.

Então, saque dinheiro antes de ir para a vila. Porém em casos de emergência há uma alternativa.

Alguns mercados da vila podem realizar saques para você cobrando uma porcentagem de aproximadamente 10%. Sabemos que o mercado “Tem de Tudo” faz isso.

#4 Pedra Furada: se puder, vá a pé

Pedra Furada (Foto por Nay Pereira)

Um dos principais cartões postais de Jeri é a Pedra Furada, e é um passeio imperdível para fazer quando estiver em Jericoacoara.

Muita gente opta por fazer esse caminho de charrete ou de jardineira, mas a gente recomenda que você faça a pé pois o caminho é surpreendente lindo também.

Para ir caminhando há duas opções: 1) indo pela estrada de areia que sai da vila, ou 2) caminhando pela beira da praia.

Indo pela estrada que sai de Jeri passando por cima do Morro do Serrote ou pela praia o percurso durará em torno de 40 min, e se optar ir pela praia, preste atenção na maré.

Pela praia você encontrará piscinas naturais e cavernas em um caminho que vale a pena o esforço.

Pelo morro será possível ter visões incríveis de Jericoacoara que pouca gente vê.

Foto do alto do Morro do Serrote (Foto por Nay Pereira)

#5 Fique pelo menos 4 dias inteiros

Jericoacoara com certeza não é um destino de fim de semana, pois há muito o que fazer e é muito gostoso gastar mais tempo aproveitando o clima da vila.

Passar de 3 a 4 dias inteiros é o mínimo que nós recomendamos pois você poderá fazer alguns passeios da região e ainda gastar um tempo na vila.

VIAJE COM A GENTE!

Quando você faz alguma reserva de hospedagem, compra uma passagem ou qualquer produto pelo blog, ganhamos uma pequena comisssão (você não pagará nenhum centavo a mais por isso). Isso faz com que possamos manter o site no ar.

Hospedagem: AIRBNB | BOOKING

Passagens Aéreas mais baratas: MAXMILHAS | VOOPTER

Aluguel de carros: RENTCARS

Chip para internet INTERNACIONAL: EASYSIM4U

Nayandra Pereira: Tenho a alma desbravadora e sempre amei estudar a relação homem-natureza. Amo viajar e me conectar com novas pessoas, conhecimentos e culturas. Acredito que cada pessoa, através de si mesmo, pode contribuir para transformar realidades (e as viagens são ótimas desculpas para isso). Ah... tenho 25 anos, sou engenheira ambiental e mestre em recursos hídricos.