O que fazer em Jundiaí: confira os melhores pontos turísticos da cidade!

Jundiaí é uma cidade bem querida do interior do São Paulo. Com aquele climinha de cidade pequena, mas que não decepciona na infraestrutura, vale a pena incluir Jundiaí em sua lista de cidades de São Paulo para conhecer.

E a boa notícia é que há muito o que fazer em Jundiaí: são várias atrações culturais, parques incríveis, muita natureza e diversão.

Jundiaí oferece um pacote atrações completo para quem quer desestressar e aproveitar atrações no interior de São Paulo.

Por isso, acompanhe as informações que reunimos sobre o que fazer em Jundiaí e curta bastante os seus dias por lá.

 

Como Chegar em Jundiaí

A melhor forma de chegar a Jundiaí, no interior paulista, de avião é desembarcando nos aeroportos de São Paulo ou de Campinas.

É uma boa opção para quem pretende circular por cidades próximas, como Osasco, São José dos Campos, Atibaia, entre outras nos arredores de Jundiaí.

Saindo de São Paulo, são cerca de 60 km que dividem a cidade. A forma mais rápida de chegar na cidade é pela Rodovia dos Bandeirantes.

Também é possível fazer o trajeto de ônibus saindo de São Paulo. A viação Fênix faz o trajeto várias vezes ao dia e a passagem custa menos de 20 reais.

 

O que fazer em Jundiaí

#1 Conhecer uma Adega ou Vinícola

Conhecida como a terra da uva, em Jundiaí são cerca de 20 adegas produtoras de vinho. São diferentes tipos de vinho muitos deles produzidos tradicionalmente há mais de 100 anos.

Jundiaí tem essa produção por conta da imigração italiana que aconteceu no final do século XIX, e a produção que era em pequena escala e mais artesanal, passou a ser ampliada e hoje em dia é muito respeitada em âmbito nacional.

Adega Manzieiro | Foto via

Por isso essa é uma das programações mais legais para fazer em Jundiaí. Quando estiver pela cidade, visite pelo menos uma das adegas de Jundiaí:

 

Uma outra dica para quem quer curtir essa parte de vinhos é fazer a chamada “Rota da Uva”, que é um dos principais roteiros turísticos da cidade.

A Rota da Uva é localizada no bairro do Caxambú, e conta com diversas opções de adegas, restaurantes e lojas de vinhos e outros produtos derivados da uva.

 

#2 Passear pelo centro histórico de Jundiaí

O centro histórico de Jundiaí é um dos pontos imperdíveis! Você vai se encantar com a Catedral Nossa Senhora de Desterra, que é um dos símbolos da cidade.

Outro ponto que você precisa conferir no centro histórico é o Teatro Polytheama. O teatro tem uma fachada incrível, original do século 20 e foi tombado como patrimônio histórico da cidade.

Ah! e se você puder, assista a alguma atração agendada no teatro. Vai ser uma experiência ainda mais enriquecedora.

Teatro Polytheama | Foto via

 

#3 Caminhar pelos parques e áreas verdes

Em Jundiaí, há vários parques e áreas verdes que valem a pena a visita. Um dos mais conhecidos é o Parque da Cidade, que é um local excelente para respirar ar puro e fazer um belo piquenique.

No Parque da Cidade, há pistas de aeromodelismo, um jardim japonês, quadras poliesportivas e um espaço delícia para passar o dia.

Se você quiser conhecer um local que também alia educação ambiental às atrações, a pedida é o Jardim Botânico de Jundiaí.

O local conta com iniciativas de conservação, educação ambiental, orquidário, biblioteca e muito mais!

 

#4 Se aventurar na Serra do Japi

A Serra do Japi é provavelmente o lugar preferido dos aventureiros que visitam a cidade. Para quem gosta de trilhas e ecoturismo, essa é a atração que não pode faltar.

Serra do Japi | Foto de Anderson Pacheco

Japi é uma das maiores reservas de Mata Atlântica do Brasil e por lá, há 6 opções de circuitos guiados, mas atualmente apenas 6 estão disponíveis (precisam ser agendados com antecedência). São eles:

Casa do Conserveiro

Esse circuito tem nível de dificuldade baixo e possui cerca de 1,6 km de extensão, sendo possível observar a vista panorâmica da cidade e a vegetação dos lajedos rochosos, e vai em direção à Casa do Conserveiro.

Indicada para quem vai com crianças, idosos ou em família, essa é uma caminhada que qualquer um pode fazer, estando em boas condições de saúde para caminhada.

 

Córrego dos Morcegos

Essa trilha possui dificuldade média e tem extensão de, aproximadamente, 4,2 km.

Nela você segue em trilha mais fechada e úmida margeando o Córrego dos Morcegos e finaliza em uma área com a presença de várias jabuticabeiras.

 

Marco Geodésico

Essa é uma trilha de alto nível de dificuldade, com cerca de 2 km de extensão. A grande dificuldade é que é uma trilha de altitude, com subidas e descidas íngremes.

Nessa trilha é possível ter vistas privilegiadas do Pico do Jaraguá, da Serra dos Cristais, da Cantareira e da Mantiqueira.

Confira aqui mais detalhes sobre os circuitos da Serra do Japi.

Leia também:

Sorocaba: conheça as melhores atrações da cidade!

Salto (SP): Conheça Melhores Pontos Turísticos!

Socorro (SP): Descubra o que há de melhor na cidade!

VIAJE COM A GENTE!

Quando você faz alguma reserva de hospedagem, compra uma passagem ou qualquer produto pelo blog, ganhamos uma pequena comisssão (você não pagará nenhum centavo a mais por isso). Isso faz com que possamos manter o site no ar.

Hospedagem: AIRBNB | BOOKING

Passagens Aéreas mais baratas: MAXMILHAS | VOOPTER

Aluguel de carros: RENTCARS

Chip para internet INTERNACIONAL: EASYSIM4U

Nayandra Pereira: Tenho a alma desbravadora e sempre amei estudar a relação homem-natureza. Amo viajar e me conectar com novas pessoas, conhecimentos e culturas. Acredito que cada pessoa, através de si mesmo, pode contribuir para transformar realidades (e as viagens são ótimas desculpas para isso). Ah... tenho 26 anos, sou engenheira ambiental e mestre em recursos hídricos.