Lençóis Maranhenses: o que fazer, quando ir, onde ficar e mais

Os Lençóis Maranhenses são um verdadeiro paraíso escondido no nordeste brasileiro. O lugar é tão impressionante que parece de mentira.

Criado em 1981, o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses faz parte da chamada Rota das Emoções, que integra também o Delta do Parnaíba e a querida Jericoacoara.

Os Lençóis são o destino turístico mais famoso do Maranhão e também um dos mais famosos do Brasil, justamente por serem uma paisagem única e incrivelmente bela.

Esse é um dos lugares que todo brasileiro deveria conhecer, e por isso preparamos esse post completo que vai ajudar você a se planejar para conhecer esse paraíso.

Leia também nosso artigo com dicas essenciais para a sua primeira vez nos lençóis.

Quando ir

A época de chuvas nos lençóis acontece de janeiro a junho, sendo que o auge é de fevereiro a maio.

A melhor época para pegar as lagoas cheias e sem tantas chuvas é de maio a julho. A partir de agosto as lagoas já começam a secar, mas até setembro é possível ainda aproveitar.

Como Chegar

Os Lençóis ficam no norte do estado do Maranhão, entre as cidades de Barreirinhas, Santo Amaro e Atins.

Um das portas de entradas mais conhecidas é a cidade de Barreirinhas, que é bem estruturada para receber os visitantes.

Para chegar a Barreirinhas há 3 opções:

  • Ônibus: Saindo de São Luís, há um ônibus que faz o trajeto várias vezes por dia a Barreirinhas e custa R$65. O trajeto dura em média 6 horas até Barreirinhas por que a estrada também não ajuda muito.
  • Transfer: Os transfers são também uma boa opção para chegar até Barreirinhas com mais conforto, podendo ser privativos em veículos 4×4 ou em vans compartilhadas.  Fizemos o transfer de van com a Taguatur Turismo e foi bem confortável.
  • Carro: Você pode também fazer esse trajeto de carro particular ou alugado, mas não vale a pena, porque você NÃO poderá usar seu carro nos lençóis, pois no parque só entram veículos credenciados.

O que fazer

Nos Lençóis Maranhenses há uma série de passeios que você pode fazer, que irão te revelar as belezas desse lugar, e há também diversas agências em Barreirinhas que você pode contratar para fazer os tours.

Nossa recomendação é fazer os passeios com a Caetés Expedições que é uma empresa séria e especializada em expedições de turismo de aventura.

A sede deles fica em Barreirinhas e você pode fazer uma visita ou contratar online. Nós fizemos com eles o circuito Combo Atins, a Lagoa Bonita e a Lagoa Azul.

Combo Atins

O Passeio Combo Atins é um passeio de dia inteiro super completo, onde você poderá ter um gostinho das diferentes paisagens do Parque Nacional.

O passeio é feito de jardineira, primeiro em direção à Praia dos Atins, situada em frente a Foz do Rio Preguiças, e a paisagem é incrível, com a água já misturada com a do mar, formando um visual diferente e excelente para banho.

Praia dos Atins (Foto por Cam Roda)

Depois da Praia dos Atins é feita uma parada em uma praia de mar aberto já no oceano e a paisagem é impressionante, pois a praia banha o “deserto” dos lençóis. 

Depois disso o passeio segue para algumas lagoas na região de atins e lá você poderá ver famosas dunas dos lençóis e se deliciar nos banhos de lagoa.

Lagoas de Atins (Foto por Cam Roda)

Circuito Lagoa Bonita

Circuito Lagoa Bonita (Foto por Cam Roda)

O Circuito Lagoa Bonita é aquele passeio que você TEM QUE fazer, pois nele você terá um panorama sem igual dos lençóis, mesmo na época mais seca. Por isso, se você tiver que escolher apenas 1 passeio no parque, essa é a nossa sugestão.

O Circuito Lagoa Bonita é um passeio de ½ dia e você pode escolher fazer pela manhã ou à tarde. O bom de ir a tarde é que você verá o belíssimo pôr do sol do alto das dunas.

Logo que você chega ao ponto de apoio do circuito Lagoa Bonita você se deparará com uma duna de 80m de altura para subir, mas não se assuste, o visual compensa qualquer cansaço.

Circuito Lagoa Azul

O circuito Lagoa Azul começa pela travessia pelo Rio Preguiças que dá acesso ao Parque Nacional. Após a travessia segue-se por 35 minutos até o ponto onde é preciso seguir caminhando até as lagoas e o visual é impressionante. 

Indo a tarde também será possível contemplar o belíssimo pôr do sol.

Circuito Lagoa Azul (Foto por Cam Roda)

Onde Ficar e se Hospedar

Contando que você ficará em Barreirinhas, há diversas pousadas/hotéis por lá, mas temos dois lugares para recomendar que oferecem ótimos serviços e acomodações para fazerem os seus dias ainda melhores enquanto desbrava os lençóis.

Pousada Vasto Horizonte

Entrada da Pousada Vasto Horizonte (Foto por Cam Roda)

A Pousada Vasto Horizonte é aquele lugar que fará você se sentir em casa e difícil vai ser querer sair de lá.

Foto por Cam Roda

Além da equipe ser super amigável e atenciosa, os quartos são muito confortáveis e oferecem tudo que você precisa, isso sem falar na piscina maravilhosa à disposição dos hóspedes.

Na área da pousada há também um píer com acesso direto ao rio Preguiças, então não deixe de dar um mergulho!

Piscina da Pousada Vasto Horizonte (Foto por Cam Roda)

Pousada Atairu 

Equipe maravilhosa e localização incrível! A Pousada Atairu vai te receber de braços abertos bem no centro da cidade de Barreirinhas.

Quarto da Pousada Atairu (Foto por Cam Roda)

Os quartos são práticos e confortáveis e a pousada fica inserida pertinho de vários bares e restaurantes no centro, onde você poderá curtir a animada noite de Barreirinhas.

A Pousada Atairu fica localizada de frente para o rio Preguiças (Foto por Cam Roda)

Ah! Quando estiver lá, não deixe de provar a tapioca de coco com leite condensado do café da manhã da pousada: é a melhor de Barreirinhas!

VIAJE COM A GENTE!

Quando você faz alguma reserva de hospedagem, compra uma passagem ou qualquer produto pelo blog, ganhamos uma pequena comisssão (você não pagará nenhum centavo a mais por isso). Isso faz com que possamos manter o site no ar.

Hospedagem: AIRBNB | BOOKING

Passagens Aéreas mais baratas: MAXMILHAS | VOOPTER

Aluguel de carros: RENTCARS

Chip para internet INTERNACIONAL: EASYSIM4U

Nayandra Pereira: Tenho a alma desbravadora e sempre amei estudar a relação homem-natureza. Amo viajar e me conectar com novas pessoas, conhecimentos e culturas. Acredito que cada pessoa, através de si mesmo, pode contribuir para transformar realidades (e as viagens são ótimas desculpas para isso). Ah... tenho 25 anos, sou engenheira ambiental e mestre em recursos hídricos.